4 dicas para você construir o melhor cardápio para confeitaria

Criar o cardápio para confeitaria que atenda perfeitamente às demandas dos seus consumidores pode ser a grande receita de sucesso do seu empreendimento. Afinal, vários fatores são essenciais para o seu negócio, como o ambiente, o atendimento e a qualidade. Mas, isso pouco adiantará se você não conseguir agradar a clientela com aquilo que tem a oferecer.

Vale lembrar que, ao definir o cardápio da sua confeitaria, a inteligência e a estratégia são fundamentais: ofertar dezenas de itens que vão tumultuar a sua cozinha e colocar em risco a sua produção, por exemplo, não é uma boa ideia. Da mesma forma, ofertar bons produtos, mas que não impactem na experiência dos consumidores, pode fazer com que eles não sejam fidelizados.

Quer conhecer mais dicas para construir o cardápio para confeitaria dos sonhos (seu e dos seus clientes)? Então, continue a leitura!

1. Crie linhas personalizadas

Como dissemos, o seu produto pode ser bem-feito e gostoso, mas se não causar aquele “tchan” ou simplesmente for facilmente esquecido daqui alguns dias, seu cardápio não está certo.

Lembre-se de que a concorrência no segmento está acirrada e se diferenciar é crucial para os confeiteiros que querem vender para o mesmo cliente por várias vezes.

As linhas personalizadas são boas soluções e permite que diversos tipos de consumidores possam desfrutar dos seus produtos. Alguns exemplos são pessoas veganas, intolerantes à lactose ou ao glúten, etc. Isso mesmo! Essas são tendências que têm crescido bastante na confeitaria, e personalizar o seu trabalho vai torná-lo único no mercado!

2. Ofereça opções para sua persona presentear outras pessoas

Os chocolates sempre foram garantia de sucesso na hora de presentear com bom gosto, personalidade e baixo custo. Mas, atualmente, muitas outras possibilidades na confeitaria permitem que as pessoas presenteiem os seus amigos e familiares de forma muito bonita, especial e gostosa.

Para aumentar as ofertas do seu cardápio (e, mais uma vez, imprimir linhas personalizadas), aposte em pacotes com biscoitinhos, macarrons ou uma minicesta com produtos especiais, dependendo da data em questão.

Lembre-se ainda de oferecer opções de diferentes preços, e em todas elas, capriche no visual — do alimento e da embalagem — afinal, é um presente!

3. Aposte em fotos de qualidade

Quantas vezes você já pediu um alimento em um estabelecimento por causa da foto e foi surpreendido negativamente quando o produto real chegou? O contrário também é comum: os alimentos são bonitos e deliciosos, mas as fotos do cardápio não são nada atrativas e não induzem ao pedido.

Por esses dois motivos, dê atenção especial à produção das fotos, valorizando a montagem, apresentação, cores e brilhos dos seus alimentos, mas jamais engane os seus clientes em relação ao que o prato é e também ao seu tamanho.

Comemos primeiro com os olhos, e tão importante em um cardápio quanto informar os produtos e os preços é despertar no cliente o desejo de comer.

4. Não esqueça do cardápio on-line

Atualmente, muitas confeitarias já estão presentes no universo virtual, vendendo por meio dos aplicativos de comida, de apps próprios ou, até mesmo, das redes sociais. Para não perder a vasta clientela que está por lá, não fique de fora das vendas on-line — e, claro, capriche no seu cardápio digital.

Seja sucinto, invista nas fotos, divulgue promoções e seja bastante claro. Afinal, o vendedor não vai estar ali para esclarecer as dúvidas e, pela comodidade de não perguntar, o seu cliente pode acabar partindo para a concorrência.

O Canva é uma ferramenta gratuita e simples que permite que você crie o seu próprio cardápio, e até mesmo o bom e velho Word possui modelos de cardápio que podem ajudar. Vale a pena explorar essas possibilidades e caprichar no design!

Como você pôde ver, um bom cardápio para confeitaria precisa ter imagens que façam jus ao que é criado na sua cozinha, afinal, são produtos capazes de dar água na boca apenas com as fotos — portanto, capriche nelas! Também não se esqueça de diversificar, criar linhas personalizadas, presenteáveis e manter-se ativo nas vendas digitais.

Quer saber mais sobre essa última dica? Então, veja, agora mesmo, como fazer delivery em sua loja!