Pigmentação ideal: Como encontrar a cor certa para bolos?

A história da confeitaria data de tempos remotos e isso permitiu que essa arte desenvolvesse um incrível leque de uso de ingredientes, técnicas e pratos deliciosos. Apesar da variedade de opções que a confeitaria pode explorar, ainda assim é possível usar a criatividade para inovar e atingir excelência na produção e aumentar vendas.

Dentre diferentes métodos para fazer com que um bolo, torta ou doce chame atenção e roube olhares — afinal, a boa aparência das comidas está diretamente ligada ao desejo por aquela delícia — a cor é um artifício extremamente eficiente nesse processo. Confira as dicas a seguir para conseguir fazer a pigmentação ideal para a cobertura dos seus bolos.

Círculo cromático

O círculo cromático é uma ferramenta abstrata que tem uma graduação de diferentes cores representadas em uma forma circular. Sua principal função é entender a composição e relação entre cores primárias, secundárias, terciárias, complementares e análogas.

Cores primárias — azul, vermelho e amarelo — são as cores principais que ao serem misturadas geram as cores secundárias: verde, roxo e laranja. Da mesma forma, cores secundárias e primárias misturadas, geram cores terciárias – sub tonalidades entre cores primárias e secundárias – e essa variedade compõe todo o círculo cromático.

Cores complementares, representam as cores opostas em um círculo cromático: ao traçar uma linha reta passando pelo centro do círculo, conectamos as duas nuances. Elas geralmente têm maior contraste quando combinadas, deixando o aspecto do objeto ou produto atraente.

Cores análogas correspondem às cores “vizinhas” e quando dispostas juntas, transmitem uma ideia de unidade, visto que têm diferenças sutis.

Mistura de cores para pigmentação ideal

Como mencionado, por meio do círculo cromático, é possível determinar as melhores opções de cores para atingir tonalidades e combinações harmônicas. Para fazer uma mistura bem-feita, o primeiro passo é definir as cores ou a cor a ser usada na cobertura.

Com apenas cores primárias — azul, vermelho e amarelo, branco e preto — é possível atingir uma variedade ampla de cores. O branco é responsável pela alta luminosidade, proporcionando tons mais claros e no caso de escuros, a adição de preto gera tons mais fechados. 

O passo para alcançar a cor ideal é fazer uma série de testes e anotações e se possível catalogar os tons atingidos. Por exemplo, ao misturar amarelo e azul, conseguimos a cor verde. Se o objetivo é atingir um verde água clarinho, é preciso adicionar um pouco a mais de azul e adicionar gradualmente o branco até chegar ao tom desejado.

Tipos de pigmentos

Para chegar ao tom ideal de cobertura de bolo, são indicados alguns pigmentos. Confira alguns deles a seguir.

Gel

Corantes em gel são altamente concentrados e têm uma pigmentação mais forte, sendo uma opção eficiente e rentável na hora de tingir tipos diferentes de preparos. É muito recomendado também para tingimento de massas e coberturas mais consistentes.

Líquido

Corantes líquidos têm alta capacidade de dispersão sendo a melhor opção para pinturas e até em decoração com aerógrafos — equipamentos que funcionam similares a um spray. Eles têm concentração dos pigmentos e uma gama enorme de cores disponíveis. São indicados para tonalizar glacês em tons pastéis, além de ser usados em diferentes tipos de preparos.

Hidrossolúvel em pó

Corantes em pó que atingem a pigmentação total, e por isso são recomendados para uso em preparos onde a consistência não pode ser alterada, são exemplos disso, suspiros e macarons. Têm alta concentração e fixação de cor, e podem ser misturados em um pouco de água ou álcool de cereais previamente para pinturas específicas na cobertura.

Lipossolúvel em pó

Extremamente prático e pronto para usar, o corante lipossolúvel é recomendado para uso em chocolates. Suas vantagens estão em pigmentações tanto mais claras quanto mais fortes, tudo vai depender da quantidade adicionada.

Por meio dos conceitos mencionados, é possível experimentar e atingir bons resultados na colorização e atingir a pigmentação ideal de produtos na confeitaria. No entanto, é recomendado o aprofundamento em cursos profissionalizantes para aprimorar técnicas e ampliar o conhecimento na área da confeitaria. 

Gostou das dicas de como encontrar cores e a pigmentação ideal para bolos? Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais dicas dentro da confeitaria!