O que é receita recorrente e como utilizá-la no mercado da confeitaria?

Conforme o tempo passa, mais as pessoas vão se habituando a gastar, de forma que, hoje em dia, fazer compras, além de ser uma necessidade básica, para alguns se tornou uma forma de lazer. Desse modo, é comum criar o hábito de periodicamente ir atrás de certo item que seja do seu agrado e comprar por fins recreativos. Essas aquisições podem ser mais bem trabalhadas na forma de receita recorrente.

Comprar já é ótimo, adquirir o tão aguardado item sem ao menos sair de sua casa é melhor ainda. As vendas por internet têm se intensificando massivamente, pois com apenas alguns cliques em um site e alguns dias de espera, você tem o que quiser prontamente na sua porta.

Juntando a vontade de comprar algo de um nicho específico e as vendas pela internet, foram criados, por exemplo, os clubes de assinatura e seus modos de pagamento via receita recorrente. Quer entender um pouco mais sobre esse assunto? Então continue com a gente e veja como adaptar essa técnica até mesmo para o mercado da confeitaria.

O que é a receita recorrente e como ela funciona?

Você pode até não reconhecer essa modalidade pelo nome, mas saiba que já está muito bem acostumado com os seus serviços. A receita recorrente é um modelo utilizado por qualquer empresa que forneça produtos e conteúdos para seus clientes de forma periódica. Com isso, estabelece um contrato de pagamento contínuo.

Ou seja, o cliente seleciona o plano de pagamento oferecido pela empresa, seja ele quinzenal, mensal, trimestral ou até mesmo anual. Em uma determinada época, o cliente automaticamente paga para a empresa e recebe seus conteúdos novamente, até a data do próximo pagamento.

Uma maneira fácil de entender esse conceito é olhar para os serviços de streaming, como a Netflix. Você contrata um plano mensal, no final de todo mês realiza o pagamento e tem direito de usufruir de seus produtos novamente.

Quais são os benefícios da receita recorrente para a empresa?

Trabalhar com um sistema desse tipo é muito vantajoso se tudo for feito de maneira eficaz. Por exemplo, um cliente se sente muito mais atraído por um produto que vai consumir em longo prazo, mas que ele não precisa ficar todo mês se dispondo a ir pagar um boleto, graças ao débito automático.

Da mesma maneira, a forma de preço fixo agrada na hora de calcular a renda do mês para realizar seus pagamentos. Ainda, a pessoa não precisa ir atrás do que quer, sendo que o produto vai até ela.

Esses detalhes criam um vínculo entre o consumidor e a empresa, gerando uma alta fidelização dos clientes àquela marca, devido ao conforto de consumo e à alta exposição a seus produtos. Além disso, a própria empresa passa por benefícios, como o aumento do ticket médio e a maior facilidade de upselling.

Como ela pode ser adaptada ao mercado de confeitaria?

Adaptar a receita recorrente ao mercado de confeitaria não é difícil. O que o vendedor mais precisa é uma forma de fazer com que seu cliente esteja em contato sempre com seus bolos e doces, atiçando a sua vontade de sempre querer consumir mais e por um preço acessível.

Assim, criar contratos mensais se torna uma de suas melhores opções. Uma maneira de realizar isso é por meio das caixas de assinatura, visto que essa opção tem tomado grande espaço no mercado devido à sua eficácia. Você cria o plano de vendas com o tempo e o preço que determinar, e seus clientes sempre receberão suas novidades, que podem envolver modelos exclusivos de doces, bolos decorados, sabores caseiros e exóticos e tudo o que sua confeitaria tiver de melhor para oferecer.

Colocar a receita recorrente em prática no mercado de confeitaria é uma ótima ideia para fidelizar o cliente. Além disso, diante dos benefícios, a empresa que adotar esses métodos se torna mais relevante entre a concorrência, por conseguir maior alcance, visibilidade e lucratividade.

Gostou de entender o que é a receita recorrente? Então aproveite para assinar a nossa newsletter e receber em primeira mão conteúdos fundamentais que vão contribuir para o desenvolvimento do seu negócio.