Como definir o prazo de validade de produtos da sua confeitaria?

Uma das perguntas mais recorrentes feitas por confeiteiros e demais profissionais que trabalham com produtos embalados, é: Como definir o prazo de validade dos meus produtos? Não existe uma resposta exata para essa pergunta, afinal, isso varia de receita para receita.

Por exemplo, produtos que levam creme de leite e frutas frescas tendem a durar menos tempo do que os produzidos com recheios industrializados. O processo produtivo também pode ter certa influência, além do estoque e o local de exposição para a venda. 

Com tantos fatores a serem analisados, neste post, apresentamos duas maneiras de determinar a validade de seu produto. Acompanhe!

Faça análises de observação

A maneira mais simples e barata de definir a data de validade de um produto embalado é observando seu comportamento ao decorrer do tempo. Porém, para que isso gere um resultado confiável, é importante que o confeiteiro padronize a receita e os processos. depois, siga os passos abaixo:

  • Escolhas os produtos que irá analisar a validade e produza de 20 a 30 deles — não esqueça de anotar a data de produção;
  • em seguida, embale-os da mesma maneira que eles seriam embalados para a venda;
  • armazene-os em um local que tenha as condições parecidas, de iluminação, temperatura e umidade, com o local em que eles serão comercializados;
  • Faça o teste abrindo uma unidade por dia, avaliando como está o sabor, textura e odor, anotando os resultados.

O tempo máximo de prateleira de seu produto será o tempo decorrido do dia em que o produto foi produzido até o dia em que você começar a sentir as primeiras alterações. Isso significa que, se o produto começou a apresentar as alterações no 8º dia após a produção, essa será a data de validade — é interessante diminuir um dia para ter uma maior margem de segurança, ou seja, no exemplo acima, coloque a validade de 7 dias. 

Como a padronização é a base para esse tipo de processo, sempre que você alterar uma receita ou criar uma nova, o teste precisará ser refeito, pois qualquer detalhe pode mudar o comportamento dos ingredientes.

Contrate um laboratório especializado 

Uma outra maneira de definir a data de validade de produtos embalados é contratando um laboratório especializado. É um procedimento caro, mas que dará uma maior precisão de avaliação.

No laboratório, são feitas análises de amostras menores com o intuito de descobrirem em que condições e em que velocidade os materiais que compõem. Dessa maneira, é feito um mapeamento sobre cada condição possível em que o produto pode ser exposto, podendo até definir validade diferentes de acordo com acondicionamento, temperatura da região, umidade, etc. 

Como vimos, definir a validade de um produto pode ser feito de diferentes maneiras, tendo ou não um grande orçamento, com precisões diferentes, mas garantindo a qualidade final. Além disso, esse controle de qualidade ajudará na redução do desperdício, afinal, sabendo que um produto está próximo da validade, você poderá fazer promoções para zerar o estoque.

Gostou do post? Quer saber como ter acesso aos melhores produtos e ferramentas para que suas receitas sejam mais duradouras e saborosas? Entre em contato conosco.